21.3.17

Mãe:

photo: Mrs. Herbert Duckworth, Julia Margaret Cameron

Protege-me dos desgostos e desfeitas da vida para onde me lançastes
Mãe, encobre-me as falhas e onde não chego, agarra-me as pontas de ser sempre mais do que aquilo que querem;
Mãe, retira-me deste lugar onde só posso ter história sem nome
ou tenho que ser nome de uma história nova.
Posso ser mais que anónima ou menos que pioneira?
Mãe, eu sei que já tudo fizeste,
e o resto terei que ser eu a fazer.

Poema para a mãe no dia mundial da poesia

Sem comentários: